Não conheço missão maior e mais nobre que a de dirigir as inteligências jovens e preparar os homens do futuro disse Dom Pedro II

terça-feira, 17 de julho de 2012

CPI DO CACHOEIRA - Deputado Garotinho encaminha à CPI supostas provas do envolvimento do governador CABRAL com a Delta


Garotinho entrega 68 quilos de documentos à CPI do Cachoeira
Ele afirma que o material comprova o envolvimento de Sérgio Cabral com a Delta

O GLOBO

Deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) entrega ao deputado Miro Teixeira 68 quilos de documentos que, segundo ele, comprovam o envolvimento do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), com a construtora Delta
AILTON DE FREITAS / AGÊNCIA O GLOBO

BRASÍLIA - O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) levou ao plenário da Câmara nesta terça-feira 68 quilos de documentos que, segundo ele, comprovam o suposto envolvimento do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), com a construtora Delta. A pilha de papéis de quase um metro e meio foi repassada ao deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) para ser disponibilizada à CPI do Cachoeira.

VEJA TAMBÉM

Garotinho afirmou que o envolvimento de Cabral com a construtora Delta é ainda maior do que a do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Segundo investigações da Polícia Federal, a Delta repassou dinheiro para empresas fantasmas que abasteciam o grupo de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

- O governo do Rio de Janeiro favoreceu a Delta em pagamentos superfaturados, em licitações fraudulentas, em obras que foram pagas e não foram realizadas – disse Garotinho, em vídeo postado em seu blog.

O deputado Miro Teixeira informou que o material foi encaminhado para a sala cofre da CPI. Ele ainda não tem conhecimento sobre o teor da documentação, que ainda será colocada à disposição de todos os membros da comissão.

- O puro e simples recebimento implicaria reconhecer que ali estão de fato documentos comprometedores. Neste caso, é conveniente que se mande os funcionários encarregados proceder como os termos da lei, relatando o que eles contém, digitalizando e colocando à disposição de todos os membros – disse Miro.

O deputado explicou que a documentação é restrita aos integrantes da comissão. O presidente da CPI, Vital do Rêgo, (PMDB-PB), é quem deverá decidir o que será mantido em sigilo

- Será uma decisão da presidência da comissão.

O governador Sérgio Cabral informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que as acusações de Garotinho são levianas e improcedentes.



Um comentário:

Amanda Ribeiro disse...

Mais uma do Garotinho querendo se promover as custa de Cabral. Depois desse desperdício de papel, vamos ver o que tem de concreto realmente.